Silva Empresa Contábil

Notícias Empresariais

GESTÃO E NEGÓCIOS - 6 ideias de empresas de tecnologia para você se inspirar

Publicada em 23 de maio de 2022

As empresas de tecnologia estão se tornando cada vez mais populares. Já parou para pensar que o ramo pode ser a oportunidade que você procurava para abrir o próprio negócio?

Com a transformação digital e as restrições impostas pela pandemia da Covid-19, as pessoas e empresas passaram a depender cada vez mais de serviços especializados, para não ficar de fora dos avanços tecnológicos. 

Se você tem afinidade e deseja empreender no ramo tecnológico, mas não sabe por onde começar e nem qual tipo de negócio abrir, este conteúdo pode te ajudar! 

A seguir, confira os melhores exemplos de empresas de tecnologia para se inspirar, saiba porque atuar na área e entenda como abrir seu negócio. 

6 opções de empresas de tecnologia para se inspirar!

Se você ainda está em dúvida sobre a melhor opção entre as empresas de tecnologia para empreender, separamos algumas dicas que podem ser úteis. Confira!

1. Manutenção de computadores 

Nossa primeira sugestão é atuar como técnico em manutenção de computadores. Com essa função, você vai trabalhar no reparo e na conservação dos equipamentos. Além disso, também pode fazer a configuração de sistemas operacionais, instalação de recursos de segurança e testes preventivos. 

Muitos técnicos da área trabalham como parte da equipe das empresas, mas nada impede que você abra um negócio e preste serviços terceirizados. 

Para empreender nesse segmento, você precisa ter conhecimentos técnicos sobre manutenção, sem precisar fazer uma graduação em Ciência da Computação. 

2. Aulas de informática 

Quando falamos sobre empresas de tecnologia, muitos pensam em prestação de serviços ou venda de produtos. Mas, por que não atuar no ramo da educação?

Você não precisa se limitar apenas a ser professor dentro de uma instituição. Na verdade, é possível empreender com um curso próprio ou até aulas online. Só tenha em mente que, além de ensinar, você também precisa preparar o material didático, desenvolver trabalhos, solucionar dúvidas dos alunos, aplicar provas, entre outras atividades.

Se você possui alguma formação técnica, já está apto a dar mini cursos. Já para dar aulas ao nível fundamental ou médio é obrigatório ter, pelo menos uma graduação na área. No caso de lecionar para ensino superior, é indispensável ter feito uma pós-graduação.

3. Vendas de artigos de informática 

Já na venda de artigos de informática, as possibilidades são ainda maiores. Isso porque você pode ter uma loja física, um e-commerce ou até vender produtos pelo Instagram, por exemplo, sem precisar sequer ter feito cursos na área. 

Você pode comercializar praticamente tudo o que envolve computadores, notebooks, smartphones, tablets e outros dispositivos digitais. Ou seja, desde relógios inteligentes (smartwatches) para clientes finais até impressoras, toners e ferramentas corporativas para empresas. 

Vale ressaltar que, embora o curso não seja necessário, você precisa entender bem dos equipamentos, para guiar o cliente e oferecer as melhores soluções. 

A faixa de lucro caso você escolha essa opção costuma ser muito variável e depende do tamanho e do foco do seu negócio. A mesma lógica vale para a qualificação. Você não precisa ter uma formação para se sair bem nas vendas, mas um bom curso na área certamente vai ajudar muito. 

4. Instalação de redes 

As empresas de tecnologia focadas na instalação de redes se tornaram importantíssimas no mercado e você pode ter sucesso empreendendo na área.

Hoje, nenhum negócio consegue crescer sem o apoio de uma rede de internet. É com ela que as empresas conectam seus equipamentos, compartilham dados e integram a comunicação de seus profissionais. 

Existem diversos tipos de redes, escolhidas conforme a infraestrutura da empresa e suas necessidades. Essa definição depende da avaliação de especialistas.

Para atender a essa demanda, você pode fazer cursos técnicos específicos de Instalação e Reparação de Redes de Computadores. 

5. Administração de banco de dados 

Você já ouviu falar que os bens mais valiosos de um negócio são os seus dados? Com tantas informações disponíveis na era digital, são eles que garantem uma boa gestão. Inclusive, se uma organização não cuidar bem dessas informações, qualquer perda ou vazamento pode gerar sérios prejuízos, problemas na tomada de decisão e até falência.

Cientes da importância de ter bons talentos para administrar os bancos de informações, empresas de todos os tamanhos investem em profissionais qualificados.

Se você deseja empreender na área, os principais cursos indicados são as graduações de Ciência ou Engenharia da Computação, além do Tecnólogo em Bancos de Dados. 

6. Desenvolvimento de software

Toda ferramenta que você usa no seu computador ou no seu smartphone depende de linhas de código para funcionar. É justamente com elas que um desenvolvedor trabalha.

Os desenvolvedores de softwares são aqueles que criam, testam e trabalham na correção de diferentes tipos de sistemas. Se a sua ideia é virar um desenvolvedor, você pode atuar em empresas de tecnologia, startups ou ter um negócio próprio, criando soluções para pessoas ou organizações.

Existem cursos tecnólogos e de bacharelado para desenvolvedores. Para se dar bem nos estudos, você precisa gostar de ciências exatas e estar sempre atualizado sobre o mercado e novas linguagens de programação. 

Por que abrir uma empresa de tecnologia? 

Se você tem afinidade ou até já trabalhou em empresas de tecnologia, certamente essa é uma área que lhe trará muitas oportunidades para empreender.

Você se lembra do início deste conteúdo, quando mencionamos que a busca por profissionais de tecnologia deu um salto enorme na pandemia? Isso significa que o setor tecnológico, além de ser muito promissor, se destaca e gera lucros até mesmo em cenários de crise. 

Como se não bastasse, essa é uma área que não para de crescer. Existem inúmeras oportunidades para você explorar, com chances reais de crescimento. 

Se você quer prestar serviços de tecnologia para empresas, a boa notícia é que 80% delas já pretendem aumentar seus investimentos de TI em 2022, segundo uma pesquisa da Ebdi. 

Já se a sua ideia é trabalhar com o cliente final, o cenário também é animador. De acordo com a Iab Brasil, os brasileiros estão gastando 455% mais em produtos tecnológicos neste ano. 

A grande verdade é que as empresas de tecnologia são as mais alinhadas às tendências de consumo e você pode escolher um entre vários nichos para construir a sua jornada.

Como abrir uma empresa no ramo da tecnologia? 

O processo de abertura de empresas de tecnologia funciona como qualquer outro negócio. Você precisa deixar tudo regularizado e obter os documentos necessários. 

Nesse momento, também é importante ter um contador parceiro ao seu lado para simplificar as etapas e garantir que elas estejam livres de erros.

Após definir o ramo do seu negócio e encontrar um contador de confiança para lhe ajudar com a abertura, você deve seguir os passos abaixo: 

Escolha um nome e a atividade da sua empresa

Para começar, delimite o ramo de atuação e o modelo do seu negócio. Feito isso, escolha um bom nome para a sua empresa e, com a ajuda do contator, faça uma checagem para descobrir se a nomenclatura escolhida está disponível. 

Defina o formato do negócio

Agora, você precisa definir a sua natureza jurídica. O contador será muito importante para enquadrar você no formato mais vantajoso, como MEI, EI, EIRELI ou SLU. 

Faça o registro do CNPJ

Em seguida, registre seu Cadastro Nacional de Pessoa Física — CNPJ no portal do Governo Federal. A solicitação é feita com base na análise do seu Documento Básico de Entrada — DBE ou da sua Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica — FCPJ, ambos emitidos com o apoio do seu contador. 

Identifique seu código CNAE

O código CNAE, ou Classificação Nacional de Atividades Econômicas, serve para identificar a área em que a sua empresa atua e as atividades que você realiza.

Escolha seu regime tributário

Com base na sua natureza jurídica, o contador vai ajudar você a determinar o regime tributário da sua empresa. Ele esclarecerá, por exemplo, se é possível pagar menos impostos pelo Simples Nacional ou se será necessário escolher o Lucro Presumido como regime tributário.

Faça o seu Contrato Social

Todos os dados do seu negócio, como tipo, endereço, atividades e informações pessoais do dono devem constar no Contrato Social. Aqui, o seu contador também pode ajudar você. 

Registre-se na Junta Comercial

Você só pode abrir uma empresa quando ela estiver registrada na Junta Comercial da cidade em que atua. Com o seu, dê entrada no processo da Junta da sua cidade, online ou presencialmente.

Tenha o alvará de funcionamento

Na prefeitura da cidade onde seu negócio irá se estabelecer, você também precisa entrar com o pedido de alvará de funcionamento. Isso vale tanto para empresas físicas quanto para lojas online (na cidade em que ficará o seu estoque, por exemplo). 

Retire sua Inscrição Estadual

Além de regularizar sua situação na prefeitura, é preciso fazer a Inscrição Estadual. Esse número é liberado pelo Sefaz do Estado e registra a empresa como contribuinte do ICMS.

Obtenha um certificado digital

As notas fiscais são obrigatórias para todos os tipos de empresa, com exceção do MEI. Elas devem ser emitidas com um certificado digital, obtido junto a certificadoras autorizadas. 

Cuide da gestão integral do seu negócio com o melhor da tecnologia

Agora que você já conhece as melhores opções de empresas de tecnologia e as etapas básicas para abrir seu negócio, que tal dar um passo além?

Pense bem: se você deseja trabalhar com tecnologia, faz todo sentido usá-la também para acelerar o seu crescimento no mercado, não é mesmo?

Aumente as suas chances de sucesso, tornando a sua gestão mais simples e eficiente com uma plataforma feita sob medida para as suas necessidades: a Conta Azul Pro. Com ela, você pode Integrar todas as áreas da sua empresa, como financeiro, fiscal, contábil, comercial, de estoque e cobrança. 

Tenha tudo o que precisa em um só lugar, de um jeito intuitivo, automatizado e com dados integrados com o seu contador.

Para prestar serviços de informática, TI e desenvolvimento, entre outros, você precisa de uma visão clara e completa dos seus contratos ativos. Nossa plataforma facilita a sua gestão e ainda poupa seu tempo com controle de recebimentos e gastos com cada cliente.

Outro ponto importante é agilizar as suas etapas de negociação, do orçamento à emissão do boleto. Na Conta Azul Pro você também pode cadastrar seus serviços, enviar propostas comerciais de maneira ágil e oferecer para o cliente múltiplas formas de pagamento. 

Mantenha sua saúde financeira e não perca tempo com burocracias!

Fonte: Conta Azul

Voltar para a listagem de notícias